“Old”: Aquele velho Danny Brown

danny-brown-old-tracklist

Raramente um verso faz tanto sentido como “aquele velho Danny Brown”. Aqui é repetido vezes suficientes para dar vertente conceptual a este “Old”. É esta personagem feita de dúvidas, meio James Murphy, que atinge o sucesso esperado mas uns anos mais tarde do que era devido. Ao mesmo tempo, no terceiro registo, Brown não deixou as premissas que o definiam. A intoxicação não foi a lado nenhum e as bitches continuam iguais a si mesmas. “Old” tem todas estas questões em conta, em duas metades de disco que são tão inventivas como insistentemente brilhantes. Não há nada aqui que não soe a uma espécie de futuro daquilo que queremos ouvir, enquanto Danny Brown nos vai rimando agressivamente a bom porto sobre samples que não param de surpreender. “Mas qual futuro, pá? E as guitarras? E o rock?”, é a pergunta habitual cada vez que o rap oferece apoteoses destas. Aqui há respostas. Não acham triste que em 2013 o gajo mais do rock que aí anda seja um rapper desdentado de 32 anos? Não pá, está tudo bem.

publicado no i
Esta entrada foi publicada em Danny Brown, Discos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s