Built To Spill No Lux: Lisboa Anos Zero

Um dia, outros vão ser assim a ver concertos. Por agora, só estes dois é que o fazem. A Ágata Xavier fotografou, o Luís Leal Miranda escreveu. Uma história bonita, esta:

Se me perguntarem como foi o concerto dos Built To Spill eu digo que o som estava bom.

As pessoas dizem qualquer coisa só para terem alguma coisa para dizer. E “o som estava bom” serve o mesmo propósito do “gostei da fotografia” que se ouve à saída do cinema – liberta-nos do silêncio, do desconforto e da solenidade.

Portanto, o som estava bom.

Outra coisa que gostava de dizer é que um dos guitarristas dos Built To Spill é igual ao Rúben do Café Estádio. Esta referência deve ser compreendida por todas as pessoas que assistiram ao concerto, o que diz muito sobre mim, sobre o Rúben, sobre os Built To Spill e sobre a audiência de quarta à noite no Paradise Garage.

Disse Paradise Garage? Queria dizer Lux.

Por baixo de uma fina camada de nostalgia, engrossada por uma versão da “Here” dos Pavement, tocaram-se os grandes e pequenos êxitos de uma banda à qual em tempos demos uma atenção que o nosso cinismo classificaria como excessiva.

Se calhar estamos enganados.

O concerto terminou com mais uma versão, a “How Soon Is Now” dos Smiths, o que deve ter servido de matéria para as conversas a caminho do parque de estacionamento.

“Melhor que o original?”. Não. Toda a gente sabe que a tesoura ganha ao papel, o papel ganha à pedra e o livro é sempre melhor que o filme.

Seja como for, o som estava bom.

Esta entrada foi publicada em concertos, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s