Savages, ‘Silence Yourself’: Londres a chamar-nos, outra vez

Savages-Silence-Yourself-608x608“Silence Yourself” é vestir sempre de preto, regras são regras. Dançar com um passo para a frente, outro para trás, em repeat, olhos no chão. É uma cidade deprimida, é sempre de noite, é sádico e é masoquista ao mesmo tempo. É feito de guitarras e de um baixo zangados com o mundo, que de tanto gritar nos fazem ficar zangados também. É Bauhaus e Siouxise & The Banshees, é Nick Cave e é o som de fábricas alemãs lá ao fundo; mas também pode ser a pop mais negra dos Suede a ouvir Joy Division num quarto escuro. Mas é diferente disto tudo ao mesmo tempo e isso é que não nos deixa fugir destas canções. Quatro mulheres para nos seduzir – fazem-no com relativa facilidade e sem um sorriso. Com uma vocalista, Jehnny Beth, que é rara de encontrar, cruzada entre Peter Murphy, Ian Curtis e Karen O. Do melhor rock que este ano já viu, do melhor que vai ver até ao fim.

publicado no i
Advertisements
Esta entrada foi publicada em Discos, Música, Savages. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s