Joana Sá & Luís José Martins, ‘Almost a Song’: A liberdade passou por aqui e deu em glória instrumental

almost a songEste disco carrega o peso da inveja, daquela que nos põe a pensar “se eles conseguem transformar nervos e angústias em música, porque é que eu não consigo?”. Todos conseguimos, essa é a primeira conclusão, daí até o fazermos desta forma vai uma distância generosa. Joana Sá, ao piano e com brinquedos vários, Luís José Martins, com a guitarra clássica dominada como poucos conseguem e a experimentar as electrónicas. Os dois a improvisar, a desafiar as convenções, mas empurrados pelos heróis da liberdade contemporânea que os motivaram. Apresentam cinco temas que são verdadeiras crises de ansiedade, que não querem ir a lado nenhum em particular mas que chegam a toda a parte. São exageros instrumentais minimalistas que vão da elegância à parede sonora num par de segundos. Com mestria e bom gosto, a desenhar melodias desafiadoras mesmo quando esse não era o objectivo – e essa é uma tarefa admirável.

publicado no i
Esta entrada foi publicada em Discos, Joana Sá, Luís José Martins, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s