‘Eddi Front EP’: Uma dama com romances desfeitos porque sim

eddi-front-eddi-front-ep-520Eddi Front chama-se, na verdade, Ivana Carrescia, ou seja, fez bem em mudar de nome. Como fez bem em escolher Chan Marshall ou Liz Phair para o lugar de “vozes inspiradoras”. As viagens constantes que fazia com a mãe (tradutora, podia trabalhar em casa e aborrecia-se quando vivia no mesmo sítio durante muito tempo) mais as canções ébrias que ia escutando levaram-na a compor os três temas originais deste EP: quase sempre Eddi sozinha ao piano, ambos sem pressas, elegância decadente, um cabaret de outros tempos instalado numa cidade do século XXI. Eddi não lida bem com o fim das relações, de nenhuma das que já teve. Faz canções sobre ex-namorados, manda-os à merda com classe, mas ainda é romântica. Gravou “Into My Arms”, de Nick Cave, e derrete-se com o que o futuro lhe pode trazer. Vive e trabalha em Brooklyn, tem 27 anos, está pronta para ser uma diva indie.

publicado no i
Esta entrada foi publicada em Discos, Eddi Front, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s