Jack White no Coliseu: proletário rockstar

Noite de coisas óbvias, e daí? Que era Jack White o génio dos White Stripes; que os Raconteurs têm um bom primeiro disco e é isso; que os Dead Weather valem mais por ver Jack-o-herói-da-bateria e Alison Mosshart a suar sexo que pelas canções; que os Rome tiveram um bom refrão, com “Two Against One”, e foi bonita a festa, pá. Já o sabíamos, claro, mas quando acontece tudo à nossa frente, pois então com licença que há rock’n’roll do melhor que se tem visto – e, assim sendo, é coisa para deixar gente agradecida. Isto com um bónus chamado Blunderbuss, a estreia de White como assinatura única, acertada, sentida, confessional e com atitude de sobra. O artista – em modo “Tim-Burton-passou-por-aqui-olá-Beetlejuice” – não aparece em palco para fazer vontades, ainda que Seven Nation Army no final tenha mais ar disso que de outra coisa. Importante mesmo é a garimpa “‘tou nem aí” para quase tudo que não seja gozo imediato. Jack White toca o que escreveu, tenha o carimbo que tiver, venha de lá alguém dizer-lhe que não. E muitas vezes a dar a volta ao que já nos era garantido, com algumas maravilhas dos White Stripes transformadas em americana total, com banda de corpo inteiro, a perder rasgo mamífero aqui e ali, a ganhar peso elegante noutras situações. Justo. O seu swag é o que mais importa e, na maior parte das situações, justifica tudo. Que a estrela podia ser mais humana e falar com o (seu) povo? Que a estalada sonora que por ali anda com graves no máximo e o resto pelo mesmo caminho nos trama a tradução do que por vezes acontece em palco? Que White tem manias de sobra (porque pode) e podia tocar frente ao espelho que muito do que vimos iria acontecer igual? Só verdades. Daí até isso não deixar que no Coliseu o calor seja saúde vai uma distância danada. Até porque se Jack White fosse um comum mortal, de certeza que teríamos arranjado outro programa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos de Ágata Xavier

Advertisements
Esta entrada foi publicada em concertos, Jack White, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s