Can, ‘The Lost Tapes’: os arquivos dos alemães que mudaram o mundo

“The Lost Tapes” é uma trituradora. Somos todos no estúdio com os Can, a tentar descobrir qual é a capacidade da imaginação dentro dos limites do rock’n’roll, para apenas perceber com rapidez que não há limites coisa nenhuma. Três discos que são parentes próximos daquilo que a banda alemã revelou ao mundo na década de 70 e que o mundo ainda não assimilou por completo. Porque com profetas tendemos a duvidar durante muito e penoso tempo – ainda que bons discípulos por estes dias os sigam e façam bom uso da força da técnica para esticar ainda mais os horizontes. Claro que o que está nesta edição especial não foi parar aos discos de outros tempos porque não respeitou os critérios da banda (como assim?) mas é uma perdição de aventuras sonoras, avant-garde, free-tudo-e-mais-alguma-coisa, para percebermos que a música dos Can nascia do improviso contínuo, de gente que só estava bem onde não estava e nós com eles.

publicado no i
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Can, Discos, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s