Arquivos Mensais: Maio 2012

Beachwood Sparks: cowboys de praia

Foi preciso dez anos para esta gente voltar a editar alguma coisa. Depois do EP Make the Cowboy Robots Cry, de 2002, este ano vai haver The Tarnished Gold, a 26 de Junho. Entre os Flying Burrito Brothers e os … Continuar a ler

Publicado em Beachwood Sparks, Música | Publicar um comentário

Dan Deacon contra o universo

Vem aí novo álbum do renegado americano, a imaginar bandas sonoras para Space Invaders e epopeias digitais semelhantes, com carne e osso mas também muito de circuitos integrados pelo caminho: Dan Deacon: Lots America é editado a 17 de Agosto.

Publicado em Dan Deacon, Música | Publicar um comentário

Childish Gambino e Beck: goodfellas

Meliantes entre rimas: ‘Silk Pillow’

Publicado em Beck, Childish Gambino | Publicar um comentário

Os tais d’Os Quais, mais a sua pop ao contrário, agora com vídeo

Publicado em Música, Os Quais, Vídeos | Publicar um comentário

Ty Segall, rock’n’roller do ano

Não bastava o que já tinha tramado até aqui, ainda vai atirar Slaughterhouse a quem se cruzar com o rufia. A 26 de Junho, mais um desabafo de garagem (com banda), sobre quase nada de transcendente. Tanto melhor: Ty Segall: … Continuar a ler

Publicado em Música, Ty Segall | Publicar um comentário

Para os que estiverem pelos EUA a 18 de Julho

Publicado em LCD Soundsystem | Publicar um comentário

Silver Firs: Brooklyn em Berna, algo assim

Ou como os próprios definem a música que fazem, dream-pop-folk-pop-psicadélica-world-beat, a partir de Berna. Têm um álbum homónimo, este:

Publicado em Música, Silver Firs | Publicar um comentário

O drama digital do ano é o dos Liars

WIXIW é o título e está todo aqui. Uma tragédia digital pegada, miséria que é obra.  

Publicado em Liars, Música | Publicar um comentário

Os Daughter e o marketing

Álbum, dizem eles, só para o ano, Entretanto, é apresentar o que houver, para despertar curiosidades. Continuam a safar-se, até ver:

Publicado em Daughter, Música, Vídeos | Publicar um comentário

Pop é o contrário de pop: Os Quais

Bossa alternativa, Lisboa cosmopolita com calor e choraminguice pelo romance que se foi, sempre à espera do próximo, mais uma voltinha e um copo na mão, com poucas danças, que os pés não são dados à coordenação rítmica, mas com … Continuar a ler

Publicado em Música, Os Quais | Publicar um comentário