Orelha Negra no CCB: redes sociais

Brincar à música é coisa mais que séria. Pegar daqui e dali e fazê-lo enquanto der gozo, acertando na maioria das vezes, é hobby mas só para quem se entrega à causa como os que fazem negócios milionários. E os Orelha Negra passeiam-se por aqui, hedonistas sociais, aqueles do prazer “meu, teu, nosso, quantos são?”. De tal maneira que antes de terem um disco novo – diz que acontece em Abril – levaram os temas que o vão compor ao CCB, para serem de todos, em jeito de farra colectiva. Socializar por aí, como os próprios vão fazendo através dos discos que coleccionam para depois lhes trocarem as voltas, mais aquela mania de dizer que o que vem da rua é bom, com um baixo e uma bateria que passam o tempo todo a fazer filhos. Ou seja, está tudo como esteve no álbum de estreia, mas menos acidental e mais programado. É uma questão de ouvido, esclarecido e atento. E esta orelha deixa-se ir em jeito de jam session contínua mas sem nunca se perder pelo caminho. Do palco chegou tudo sem mácula, que este música presta-se – e de que maneira – às cerimónias de grupo. Com o disco haverá mais e diferente, só pode.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em concertos, Música, Orelha Negra. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s