Osso Vaidoso, ‘Animal’: os meus vizinhos são piores que os teus mas isso só pode ser bom

Escrever como se as palavras fossem gasolina carregada de chumbo, para deixar uma cortina de fumo bem visível em qualquer azinhaga; e fazê-lo com guitarras tocadas com pontos de exclamação e interjeições de educação duvidosa sem que se perca um verbo ou um adjectivo que seja. Isto é mais que arriscado mas a dupla Ana Deus/Alexandre Soares é capaz de maravilhas minimalistas, das que já sabíamos dos tempos dos Três Tristes Tigres e de outras que ficamos agora a conhecer. Regina Guimarães e Alberto Pimenta e Valter Hugo Mãe assinam os versos com maior pontaria do momento, a fazer radiografias à vida urbana em prédios sem placa, onde tudo é de todos e dos que chegam mais logo para jantar. A música que os suporta é eléctrica, é um monólogo para voz e guitarra que enche qualquer palco. A pop a encenar-se a si própria, para danças arritmadas mas onde é impossível fugir do tempo certo.

publicado no ‘i’
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Discos, Música, Osso Vaidoso. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s