(ro)Man(ce) Machine

A Kelly beijou um rapaz e deu nisto. Na Dinamarca, terra que nasceu fria, dá-lhes um calorzinho e é vê-los sair à rua, transformados em dançarinos sem pista – serve lá isso para alguma coisa. Depois canta-se o “rapazes que são raparigas, ou que gostavam que os rapazes fossem raparigas” com o calçado que estiver à mão. Diziam os outros que o romance nos 90s era coisa de loucos. Pois que pelo século XXI é o que sempre foi, dizem estes When Saints Go Machine.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Música, Vídeos, When the Saints Go Machine. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s