Dos Animal Collective no CCB: illogik plastik mas tão pop que dói

Não há nada para ver num concerto de Animal Collective. Não interessa ficar na frente, ninguém quer saber de um bom lugar, não há bons lugares. Palco para quê, então? Para oferecer uma epifania a quem está ali sentado em volta: serve um concerto deste outra-vez-quarteto para explicar aos pequenos, nós, todos, que a música é uma coisa plástica com um coração de código binário. Ou seja: sabe-se lá onde tudo aquilo vai parar, aqueles três, quatro sets (interessa mesmo quantos foram?) sem pausas, em que uma canção é afluente de outra e vai acabar/começar noutro acontecimento, sempre extraordinário. O colectivo tem coragem de animal, começa com abstracção, ninguém sabe onde está e depois há um beat e o pé bate, estamos todos em casa, isto é bom e quero mais; os sintetizadores andam tão perdidos como as guitarras sob efeitos; ah, perdidos, isso pensamos nós; reconhecemos um tema, as dúvidas caem, ninguém canta, não dá, não queremos; isto vai devagar ou é impressão nossa? Um engano. Os Animal Collective têm tudo na dose certa, espantam a caça, se quiserem, como acolhem os que querem ouvir coisas de embalar. Porque pop que é pop é bom, e isto é do melhor que a pop poderia ter alguma vez sonhado (isso, sonhado, não há consciência aqui, isto é uma hipnose colectiva, estamos todos pelo mesmo). Isto é assim em disco e é assim em concerto. Mas os dois são tão diferentes que perder qualquer um é um crime. Deveria ser um crime.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Animal Collective, concertos, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s