The Astroboy ou os Space Shuttles que se fazem em Braga

Luís Fernandes é um manipulador – e neste caso quanto mais opostos melhor. Aqui vai-se do vazio ao espaço sem ar respirável em menos de nada, é o caos e o mar flat, tudo da mesma família. As electrónicas têm esta coisa de ser tudo o que o homem que as trabalha quiser, mas na verdade podem ser algo completamente diferente para quem as ouve. Quatro temas, um bolo baptizado de The Chromium Fence, e às fatias vai bem (com edição PAD, online:

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Astroboy, Música. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s