WU LYF: o grande caos de uma banda com tudo no lugar

Em 2010, WU LYF (World Unite! Lucifer Youth Foundation, que actuam no Optimus Alive no sábado) era o nome de um bando de adolescentes oriundo de Manchester, fascinados com as possibilidades da pop, que atiravam boas (mas caóticas) canções para o ciberespaço sem revelar a identidade. Hoje, são os autores assumidos do álbum “Go Tell Fire To The Mountain”, momento singular da colheita pop-rock de 2011, feito de rock caótico e ritmos inesperados, bem domados por melodias psico-melancólicas. Falámos com Tom McClung ao telefone. Uma conversa atribulada.

Olá.
Bonjour.

[num francês arranhado] É possível falar com o Tom?
Sou eu.

Como vai?
Tudo bem. Peço desculpa pelo francês mas estou em Paris neste momento, não sabia de onde vinha esta chamada.

Estou a ligar de Portugal.
Ah, Portugal… vamos estar aí em breve. Isso é bem bom aí, não é?

Sim, diria que sim.
Espera só um pouco, tenho de pagar aqui o meu café. Merda, não tenho dinheiro. Tenho de ir ao multibanco. Bom, mas vamos falando. Conta-me coisas sobre ti, está tudo bem?

Sim, tudo bem.
Não temos muito tempo para falar, pois não?

Acho que não. E é um pouco cedo para um músico rock, não?
Sim, sobretudo porque ontem a noite foi complicada. Mas compromissos são compromissos. OK, cheguei ao multibanco. Vá lá, vá lá… Fuck yeah. Já está. Vou voltar para o café. Para que jornal escreves?

Jornal i, é um diário.
Ah, como o ”i” inglês?

Não, o português apareceu primeiro.
Uau. Desculpa não estarmos ainda a falar sobre música e esse tipo de coisas mas isto está muito complicado aqui em Paris. Bom, mas agora já estou num sítio calmo. Acho que aqui vou ser capaz de fazer todas as entrevistas que tenho para hoje.

Não é grande fã de entrevistas, pois não?
Não. Porque normalmente as perguntas são sempre as mesmas. “Porque é que no início esconderam a vossa identidade?” ou “Porque escolheram este nome?”.

Talvez porque não são atitudes muito normais.
Sim, é provável. Mas fizemos isso para dizer que somos diferentes, de nós as pessoas devem esperar o inesperado. Agora podem percebê-lo com o disco, com as canções, está lá tudo.

Já havia pistas em “Heavy Pop” [single editado ainda durante o ano passado] e a canção fez sucesso.
Sim, é verdade. Mas este álbum é um “Heavy Pop” em versão maxi. Somos nós a fazer música séria, realmente preocupados com o nosso trabalho. Até aí as coisas eram diferentes. Esta banda tem um vocalista que já foi baixista mas acabou promovido porque quem cantava era muito tímido. E eu acabei no baixo porque o baixista um dia não apareceu. Esta confusão tinha que acabar.

[interrupção técnica] Acho que esta chamada está a custar-me dinheiro, devo ficar sem telemóvel daqui a pouco.

[correcção, a chamada foi abaixo naquele instante. Até que o próprio Tom marca o número do i a partir de outro telemóvel]

Estou?
Sim, sou eu o Tom. Desculpa, Diego.

É Tiago
Sim, claro, Tsiágô.

Estávamos a falar sobre a confusão que era a banda e que tudo isso tinha de acabar.
Exacto. Da mesma maneira, estávamos cansados de ser a banda do hype. Qualquer pessoa tinha o direito de nos perguntar “mas vocês têm a mania que são bons?”. Por isso não falávamos com ninguém. Mudámos isso. Até porque os nossos heróis não foram assim.

Que heróis são esses?
Alex Chilton, Kurt Cobain, Bruce Springsteen, Mike Watt, D. Boon e George Hurley dos Minutemen. As bandas da SST [lendária editora californiana especializada em punk] no geral. Porque faziam música como se fosse a coisa mais divertida de sempre e isso não é fácil.

Para os WU LYF, não é divertido?
É, mas ao mesmo tempo dá muito trabalho. Sou um baterista que sabe tocar guitarra. Ser baixista é um acidente. E, como podes imaginar, não é fácil. Tenho aqui outra chamada, tenho de desligar. Gostei muito de falar contigo…

Tiago.
Isso. E desculpa a confusão.

publicado no ‘i’

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Música, WU LYF. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s